O que é dispareunia e como ajudar a parceira a superar o problema

O que é dispareunia e como ajudar a parceira a superar o problema
Gostou desse artigo?

O tempo todo aqui no Blog ECC nos preocupamos com a saúde sexual dos nossos leitores (homens). A nossa prioridade é que os homens que nos acompanham aqui tenham uma vida sexual saudável e satisfatória. Por isso, é importante também abordar problemas que podem estar acontecendo com sua parceira. Você já ouviu falar em dispareunia?

Dispareunia é quando a mulher sente dor ou desconforto com o ato sexual. Geralmente essa dor ocorre durante a penetração e em alguns casos durar por minutos, ou até mesmo horas, depois do sexo.

Um estudo revelou que 40% das mulheres sofre com dispareunia, mas esse número pode ser bem maior. Muitas não falam com seus parceiros ou não buscam ajuda, por vergonha ou medo de ser um problema sem solução.

A dispareunia pode ter causas físicas ou psicológicas. Nesse artigo vamos apresentar o que é a dispareunia, as causas desse problema e como os homens podem ajudar suas parceiras a superar esse distúrbio e resgatar o prazer no sexo.

Independente da causa, é importante saber que ela tem solução e pode ser mais simples do que se imagina.

Dispareunia x vaginismo

Como explicamos, a dispareunia é a dor durante a penetração. Essa dor pode ser momentânea ou contínua, mesmo depois de terminar o ato sexual. Não podemos confundir a dispareunia com o vaginismo, apesar das duas disfunções merecerem atenção especial.

dispareunia

Vaginismo é quando há dificuldade do pênis penetrar na vagina por causa da contração muscular na região. A entrada do canal vaginal se fecha completamente, impedindo a penetração. As mulheres que sofrem com vaginismo também têm dificuldade de fazer exames ginecológicos e até mesmo para utilizar absorventes internos (os famosos ob’s).

A dor causada pela dispareunia pode ser classificada de duas formas: superficial, quando é sentida na entrada da vagina ou no clítoris, ou profunda, quando há também a ocorrência de dor pélvica. Na maioria dos casos relatados, a dor é descrita como algo que queima e arde no mento da penetração.

É comum para a mulher sentir dor no sexo se for na primeira vez com o parceiro. A falta de intimidade, o nervosismo e a ansiedade podem interferir diretamente na lubrificação da vagina. O que não pode acontecer é a dor ser recorrente.

Então, se sua parceira relatou qualquer tipo de dor ou desconforto durante ou depois da relação sexual, é recomendável que ela procure um médico.

Causas da dispareunia

Não é normal sentir dor no sexo. Se isso está acontecendo, é sinal de que algo está errado.

As causas mais comuns da dispareunia são infecções, candidíase ou herpes genital, inflamações, infecção urinária ou endometriose, entre outros problemas. Reações alérgicas a lubrificantes ou preservativos também podem ocasionar em dor ou ardência durante a penetração.

A falta de lubrificação vaginal é outro fator que contribui para a dispareunia. Ela pode ser devido a uma desordem hormonal ou porque a mulher não está excitada o suficiente. Por isso as preliminares são importantes.

É através delas que você excita e deixa sua parceira “molhadinha”. Se a mulher estiver seca, muito provavelmente ela vai sentir desconforto na hora da penetração.

Além de ajudar na lubrificação da mulher, as preliminares elevam o nível de excitação e facilita para que ela atinja o orgasmo. Para que o sexo seja gostoso para você e sua parceira, é importante fazer ela chegar lá.

E-BOOK GRÁTIS: Como Fazer Ela Chegar ao Orgasmo. Clique aqui para acessar

Há também as questões psicológicas. Mulheres que sofreram algum tipo de abuso sexual, que tiveram um relacionamento abusivo ou sem prazer nenhum, principalmente as que mantinham relação sexual apenas para satisfazer o homem, podem sofrer seriamente com a dispareunia.

Traumas assim podem fazer com que a mulher associe o sexo a algo ruim ou errado. Nesses casos, é necessário que o homem tenha sensibilidade para perceber o que está acontecendo.

dispareunia

Mulheres assim tendem a evitar contatos mais íntimos que podem levar ao sexo. Ela não vai procurar o parceiro por livre e espontânea vontade, pois para ela o ato sexual é uma tortura, literalmente.

Portanto, ao perceber esse tipo de comportamento, é importante conversar com a sua parceira e recomendar que ela busque auxílio com um profissional.

Como eu posso ajudar minha parceira a tratar a dispareunia

Da mesma forma que a sua parceira estaria ao seu lado caso você sofresse com algum tipo de disfunção sexual, você precisa estar ao lado dela.

Uma das coisas que você pode fazer é estar atento a ela. Você e sua parceira tem uma vida sexual ativa e saudável, sem nenhum problema, e, do nada, ela não quer mais fazer sexo.

Incentivar o diálogo em um relacionamento é primordial para que sua parceira se sinta confortável em se abrir com você. Se as dores durante o sexo surgiram recentemente na relação de vocês, aconselhe que ela busque um ginecologista para identificar a causa e então receber o tratamento adequado.

Outra coisa que você pode fazer por sua parceira é entender que para ela o sexo merece um pouco mais de atenção e carinho. Sim, as vezes uma rapidinha de manhã, antes de ir pro trabalho ou das crianças acordarem, é todo o tempo que vocês terão. Mas não deixe as rapidinhas virarem rotina.

Além de prejudicar seu desempenho (as rapidinhas condicionam seu corpo a gozar rápido), elas prejudicam o seu relacionamento. Mulheres também querem sentir prazer no sexo.

Por isso, tire um dia de folga ou mande as crianças para a casa dos avós e trate de fazer um sexo bem gostoso com a sua parceira. Invista tempo nas preliminares, faça um oral inesquecível, deixe ela excitada a ponto de implorar por você e finalmente, faça ela ter um orgasmo incrível.

Já vimos nesse artigo como excitar a sua parceira é importante para que ela fique bem lubrificada, evitando a dispareunia. Por isso, é importante entender como o prazer feminino funciona. Para explicar melhor, temos um vídeo que vai te ajudar a desvendas os segredos do prazer. Clique aqui para assistir.

dispareunia

Como tratar a dispareunia de forma adequada

A primeira parte do tratamento consiste em identificar o problema. O sexo tem que ser um momento de prazer na relação do casal. Como vimos, as causas da dispareunia podem ser tanto físicas quanto psicológicas.

No caso de causar físicas, como infecções ou outras inflamações, a dor na relação não terá uma incidência prévia. Assim, basta que a sua parceira vá ao ginecologista para que possa fazer os exames necessários e iniciar o tratamento adequado.

Já a dispareunia ocasionada por fatores psicológicos, o tratamento pode ser um pouco mais complicado e demorado. Nesse caso, o ideal é que a parceira busque tratamento com um terapeuta sexual.

Independente da causa, o mais importante para a mulher é ter total apoio e compreensão do parceiro durante o tratamento.

Esperamos ter ajudado. Qualquer dúvida, não deixe de perguntar para gente nos comentários. Até breve.

Já Deixou O Seu Comentário?

A Sua Opinião É Fundamental, Participe!

Leia tambem:

como prolongar a ereção

11 hábitos que você precisa mudar para Prolongar a Ereção

exercícios de ejaculação precoce

Use os exercícios de ejaculação precoce para fortalecer a ereção também

alimentos que aumentam a libido sexual

As principais causas da falta de desejo masculino e 20 Alimentos que Aumentam a Libido Sexual

AUMENTE SUA POTÊNCIA
EM APENAS 10 DIAS
COM ESTE EBOOK 100% GRATUITO!