O que é Libido: Maneiras de aumentar o desejo sexual

o que é libido

A falta de libido é um problema muito comum em homens e mulheres e na maioria das vezes este homem ou mulher não se apercebe disto, ou seja, que está com o problema. E o que é libido afinal?

Tanto a falta como o excesso possuem seus motivos, suas causas. Falando mais especificamente da falta de libido, pode estar ligado a fatores como testosterona, hormonais e até emocionais, como depressão, por exemplo.

Não confunda, no entanto, falta de libido com problemas de ereção, ejaculação precoce, entre outras ocorrências originariamente sexuais masculinas. A libido pode até causar um ou vários destes problemas sexuais, mas é necessário analisar caso a caso.

Mas o que é libido exatamente?

Em poucas palavras, é a falta de vontade transar mesmo. Você perde, sem motivo aparente, o seu desejo sexual e, na maioria das vezes, não é só por sua mulher não.

Você perde este desejo por qualquer mulher. Para você, homem em plena atividade sexual, pode parecer difícil imaginar uma coisa destas em um homem, em você. Só que acontece, mais do que se imagina.

o que é libido

A libido é exatamente isto, esta energia que promove o desejo sexual. Ela é uma mistura de reações psíquicas, hormonais e físicas. É como apertar um botão que coloca toda uma máquina pra funcionar, com um intuito específico. O botão promove a energia.

A libido também é esta energia que move os nossos instintos para a vida. Segundo Freud, nós, seres humanos, apresentamos uma fonte de energia separada para cada um dos nossos instintos.

Uma matéria do newsmedical.net explica, em termos até um tanto técnicos, o que é a libido. Dá uma conferida.

Quais as causas da perda de libido?

Como já dito acima, a perda de libido pode estar associada à diversos fatores indo desde disfunções físicas, hormonais, problemas psicológicos ou mesmo tudo isto junto.

Problemas Físicos:

Pode ser causado pro hipertensão, doenças cardiovasculares de qualquer tipo, diabetes, doenças de próstata, disfunção erétil, entre outras. As reações podem ser uma ejaculação precoce (que afeta até o psicológico, pois, ao tentar sentir o desejo, sua ereção pode vir a ser curtíssima), impotência, etc.

Tratamentos:

Você precisará consultar um médico. Remédios caseiros ou insistir que tudo vai passar um dia é o pior negócio. Existem remédios que podem resolver facilmente este problema com a libido.

Não dê atenção a remédios caseiros, produtos que prometem milagres ou que aumentam seu pênis, prometem ereções fantásticas, etc. Esqueça-se de tudo isto. Um urologista, por exemplo, poderá lhe ajudar nisto, inclusive com conselhos médicos.

Se você já trata de algum mal, como por exemplo a diabetes, converse com seu médico, sem medo, sem frescura. É simples assim: “doutor, não estou sentindo mais tesão! O que pode estar acontecendo? Pode ser por causa da diabetes? ”.

Problemas hormonais:

Aumento de peso, testosterona em baixa, redução massa muscular, entre outros motivos que podem gerar problemas hormonais no homem. A testosterona, por exemplo, exerce um papel muito importante, não só no quesito sexual e de libido.

Tratamentos:

Existem dosagens de testosterona de diversas formas: injetáveis, pasta, via oral, etc. Massa muscular, aumento de peso, etc., o melhor mesmo é procurar auxílio profissional e até um médico.

Isto porque vai ser preciso focar na origem do problema. Como, neste caso, a libido é uma consequência, não é ela a vilã e sim o problema que a extinguiu. Em qualquer uma das situações acima, procure orientação médica.

Problemas psicológicos:

A maior parte vem mesmo de estresse e depressão. Na verdade, forma-se um ciclo interminável: você tem depressão, estresse, etc. Daí, perde libido, não consegue mais ter relações sexuais como antes e gera mais depressão, mais estresse.

A falta de autoestima, descontentamento com o próprio corpo, etc., também pode gerar falta de libido.

Tratamentos:

Você vai ter que abrir esta sua “panela de pressão”. Diminua o estresse, pare com o que está causando todo este estresse. É seu trabalho? Não pode viver sem ele? Sabemos disso só que, no entanto, ele está prejudicando sua saúde. Isto é fato.

Você não mudar de uma hora para outra, mas precisa pensar em mudar de trabalho, seguindo este nosso exemplo. Seja como for, o estresse, a depressão, angústia, etc., deixam você pra baixo, metaforicamente falando e também literalmente falando.

Se o problema é com a autoestima, você não gosta do seu corpo, o tamanho do seu pênis, etc., então, procure auxílio médico o quanto antes. Se for problemas com excesso de peso, procure um endocrinologista, um nutrólogo, etc.

Se é só autoestima, procure ajuda psicológica. Quanto ao tamanho do seu pênis, tome nota que “tamanho não é documento”. O pênis ereto, em geral, mede de 12 a 16cm. No Brasil, a média é de 15,7cm. Só que estes números são parâmetros apenas.

Assim, se seu pênis medir de 16 a 18cm, parabéns, você é bem dotado. Se mede de 9 a 12, tudo bem, ainda assim está próximo de uma média que é apenas conceitual. Muito abaixo de 9cm pode significar um problema físico qualquer, perfeitamente tratável com seu médico urologista.

Então, se for o seu caso, corre logo para o seu urologista e resolva isso o quanto antes.

Mas fique atento: além da libido, outros problemas podem estar ligados à falta de desejos sexuais. Uma matéria do G1.com, com o título “Disfunção erétil, perda do desejo, ejaculação precoce: os tratamentos para os problemas sexuais do homem“, fala mais a respeito.

Conheça agora 6 dicas infalíveis para aumentar a sua libido

Muitas vezes a falta de libido pode ser um probleminha passageiro. De repente, você teve um mês mais carregado no trabalho, mais estresse ou teve uma desilusão com sua namorada, esposa, etc., e tudo isto pode ocasionar uma perda de libido momentânea.

Inclusive, a mulher pode perder a libido primeiro, sabia disso? E ao perder, influencia a sua libido. Você sabe identificar e medir a libido feminina? Dá uma lida em uma matéria machoemserie.com que fala mais sobre esse assunto.

Enfim, para estes casos de “libido fugitiva” temporária, você pode fazer uso destas 6 dicas que são mesmo infalíveis. Dá uma olhada:

Cuide do seu estresse

Não vai ter jeito: ou você diminui esta pressão toda, ou pode esquecer. O sexo, ainda mais no caso do homem que precisa da ereção para se relacionar sexualmente, está diretamente ligado ao emocional.

Se o seu emocional não está legal, seu pinto pode ter problemas pra subir, você vai perder mesmo o apetite sexual (afinal, você tá como uma panela de pressão, prestes a estourar…e vai me pensar em sexo?) e tantos outros possíveis problemas, que podem, inclusive, ir além aos sexuais.

Então, a grande dica é: dê uma maior atenção à este seu estresse todo!

Inove, apimente a sua relação sexual

Sexo não é só tirou a roupa, transou e acabou. Você precisa, muitas vezes, dar uma apimentadinha na sua relação, principalmente se você está se relacionando há muito tempo com a mesma mulher.

Inclusive, você pode ter que atiçar a libido dela para que a sua também seja atiçada, sabia disso? Se você não sabe bem como aumentar a libido dela, no site machodeverdade.com, tem uma matéria que fala mais sobre o assunto. Dá uma lida, pode ajudar.

E para apimentar a sua relação, além de provocar a libido dela? Alguns brinquedos, motéis diferentes, locais diferentes. A mesmice diminui qualquer libido, não concorda?

Usa a imaginação: pede pra ela fazer alguma coisa diferente, usa frutas, iogurte no corpo dela, no seu, dá uma lingerie mais apimentada e pede pra ela usar pra você, e tantas outras possibilidades. Recorra aos seus próprios fetiches. Isso mesmo, homem também tem seus fetiches, porque não.

A testosterona

Apenas para quem ainda não sabe, a testosterona é o principal hormônio sexual masculino e um esteroide anabolizante. Ela também é aplicável em mulheres, mas é um hormônio masculino.

Sua reposição é indicada em diversas situações e, em geral, deve ser ministrada por um médico. Tem gel, injeção, via oral, etc. As formas injetáveis promovem uma reação sexual rápida, mas por curto espaço de tempo.

Outros métodos promovem um aumento gradativo da testosterona, que são mais eficazes. O AndroGel , por exemplo, é um gel indicado na terapia de reposição hormonal masculina de testosterona.

Para usá-lo, você aplica uma certa quantidade diretamente na pele dos braços, ombros, abdômen, etc. A sua pele absorverá naturalmente este gel e você terá uma reposição de testosterona gradativa.

Mas atenção: para determinar quais níveis de testosterona lhe faltam, você precisará consultar um médico. Toda e qualquer reposição hormonal precisa de orientação médica. Não ingira produtos que dizer conter testosterona sem um acompanhando de seu urologista. Não se automedique.

Leia Também: Como aumentar a testosterona de forma natural e aproveitar os benefícios

Fique mais atento à sua alimentação e exercícios físicos

Uma coisa leva a outra. Você se alimenta mal, não faz exercícios com frequência, engorda, fica com a autoestima lá embaixo, começa a não gostar do seu corpo, desgosta de tudo e, claro, perde todo e qualquer apetite sexual.

Então, se é para perder o apetite, perca-o com os alimentos inadequados, não com o sexo, que é bom e faz bem! Cuide-se, alimente-se melhor, passe a fazer exercícios físicos que aumentam sua disposição naturalmente.

Além de cuidar de sua saúde de uma forma generalizada, você ainda fica mais disposto, mais feliz e com aquela vontade de transar de dar gosto. Se não conseguir mudar tudo isto sozinho, procure ajuda profissional: nutricionista, seu médico, psicólogo, etc. De você, é você mesmo quem cuida!

Converse com sua parceira

Um atrito qualquer, alguma coisa que te deixou chateado para com ela, até mesmo uma bobeirinha qualquer pode ocasionar a perda da libido, sabia disso? Pode ir em médico, tomar remédios, fazer de um tudo, se você não sentar e resolver logo esta pendência, vai ficar “vendo navios”.

Converse, o bom papo, o diálogo, inclusive, é a melhor forma de manter um relacionamento sadio. Através do papo você pode até apimentar sua relação, tirá-la da rotina, incrementar, inovar.

Aproveita e coloca logo tudo em “pratos limpos”, fala mais como você gosta disso e daquilo e se permita ser um bom ouvinte. Você não precisa, necessariamente, concordar com tudo que ela está lhe dizendo.

Ao contrário também vale, ou seja, ela pode discordar de você em muitas coisas. Mas tudo bem, se vocês se gostam, vão conseguir encontrar uma fórmula equilibradora para tudo isto, com certeza.

O bom papo já é um ótimo início.

Pense em sexo

Nada melhor para atiçar sexo do que pensar nele. Então, exercita isso. Lembre-se de momentos bons, sexualmente falando. Daquela gata tirando a roupa, com uma lingerie mais sensual, de uma transa qualquer que lhe foi inesquecível.

Assista um filme erótico, com ela junto ou não. Masturbe-se também, é um ótimo estimulante e um exercício mental fascinante. Isto tudo porque este probleminha de libido pode ser passageiro e emocional.

Você perde a libido e deixa tudo como está. Não é assim, é como ser um atleta, parar com os exercícios e ficar por isso mesmo. Não, você precisa exercitar-se novamente, provocar seus estímulos sexuais.

Eles vão aquecer sua libido, seu desejo, e aí você vai “cair matando” pra cima dela, no bom sentido, claro.

Existem outras formas simples e também outros recursos naturais que visam aumentar a libido. Aqui homemdesaude.com tem uma matéria que explica melhor isto e dá outras dicas e fórmulas naturais para aumentar a sua libido. Confere lá.

Leia Também: 10 Zonas erógenas femininas que você precisa aprender como estimulá-las se deseja garantir orgasmos a parceira

O vídeo abaixo, de Dayan Siebra, explica mais sobre a libido e também da influência que a testosterona exerce sobre o nosso organismo como um todo. Mas lembre-se: não use testosterona sem um acompanhamento médico. Este hormônio não é um remedinho para fazer subir seu pênis.

Gostou deste artigo. Compartilhe, pode ser útil para mais alguém.

Já Deixou O Seu Comentário?

A Sua Opinião É Fundamental, Participe!

Leia tambem:

tadalafil

Como o Tadalafil age, quais são suas indicações, contraindicações e efeitos colaterais

remédio para ereção

Remédio para ereção: saiba se você realmente precisa e evite constrangimentos

Problema de ereção tem cura? Como é possível tratar essa disfunção?

AUMENTE SUA POTÊNCIA
EM APENAS 10 DIAS
COM ESTE EBOOK 100% GRATUITO!