8 dicas para ter uma ereção prolongada até mesmo após a ejaculação

8 dicas para ter uma ereção prolongada até mesmo após a ejaculação
5 (100%) 1 vote

Muitos homens sonham com uma ereção prolongada que se mantenha até mesmo depois da ejaculação. Mas será que isso é mesmo possível? Porque muitos fatores podem influenciar nisso como a idade, a qualidade da ereção, o tempo de ejaculação, o período refratário e etc.

Então acompanhe esse artigo e conheça as melhores dicas para ter uma ejaculação prolongada e de qualidade antes e até mesmo após a ejaculação.

Como funciona a ereção?

Para se ter uma ereção prolongada é importante entender como funciona o processo erétil.

A ereção é uma reação do corpo em resposta à estimulação física, hormonal ou à excitação sexual. Esse estímulo faz com que os nervos cerebrais, o sistema endócrino (produtor de hormônios) e o sistema cardiorrespiratório trabalhem juntos a fim de aumentar a quantidade de sangue nos corpos cavernosos do pênis.

O sangue concentra-se dentro de duas câmaras esponjosas. Ao encherem-se de sangue elas expandem-se, propiciando rigidez ao pênis e fazendo com que ele aumente de tamanho e diâmetro. Depois o sistema muscular entra em ação dispondo da força necessária para o erguimento do pênis.

Assim, uma ereção normal e saudável acontece seguindo cinco fases. A primeira fase é de preenchimento inicial com estimulação física ou excitação sexual.

Na segunda fase ocorre uma ereção parcial com o aumento do fluxo sanguíneo.

A terceira fase consiste numa ereção completa à medida que preencheu toda a extensão do pênis.

A quarta fase é o auge da ereção, o momento em que a máxima rigidez é atingida. O pênis encontra-se num ângulo igual ou superior a 90º em relação à perna, podendo até mesmo ficar na posição vertical. Ou seja, 180º.

E, por fim, a quinta fase diz respeito ao retorno do pênis ao estado de flacidez. Que normalmente ocorre após a ejaculação.

Portanto, por envolver os sistemas nervoso, endócrino, circulatório e muscular já temos algumas pistas de como garantir a qualidade da ereção.

Pois cada um desses sistemas exige alguns aspectos como: uma estimulação sexual adequada, bom equilíbrio hormonal (principalmente os níveis de testosterona), circulação sanguínea suficiente e preparo da musculatura pélvica, respectivamente.

Por isso, as dicas a seguir são essenciais para quem deseja ter uma ereção prolongada e de qualidade:

#Dica 1: Aumente a excitação e controle a ansiedade

Porque quanto mais excitado o homem estiver, melhor é a força das ereções. Então não inicie a penetração antes que o pênis atinja a ereção completa. Pois isso será insatisfatório tanto para você quanto para a sua parceira.

Prolongue o tempo das carícias antes do sexo, retire as peças de roupa de sua parceira sem pressa. Curta o momento das preliminares para garantir uma ereção melhor. A ansiedade é certamente uma das principais causas da disfunção erétil. Por isso, ao realizar essa etapa com calma você se livra do risco de perder a ereção e ainda a torna mais forte.

Uma boa dica em relação a isso é acariciar o ventre da sua parceira levemente com as mãos até chegar na região íntima. Toque num movimento de vai e vem, aproximando-se da vulva um pouco mais a cada ida.

E quando ela ficar excitada, inicie a masturbação feminina com movimentos circulares usando os dedos médio e indicador unidos bem acima do clitóris. Assim será possível dar prazer e ficar ainda mais excitado com os gemidos e reações do corpo dela. Isso certamente treina o seu corpo a manter uma ereção prolongada.

#Dica 2: Melhore a circulação e os níveis de testosterona

A testosterona é um dos hormônios responsáveis pela ereção. A sua produção é ativada pela hipófise e a síntese é feita nos testículos. Quando a testosterona está baixa as ereções possuem menor qualidade e aumenta-se o risco de perda de ereção.

Assim, o ideal é manter os níveis estáveis no organismo a fim de garantir a força das ereções.Com uma alimentação adequada já é possível aumentar os níveis de testosterona naturalmente.

Alguns alimentos possuem nutrientes que participam da síntese de testosterona, como a vitamina dos complexos A, D e E, o zinco e o potássio, por exemplo.

Outros alimentos melhoram a circulação sanguínea, o que facilita o afluxo de sangue para o pênis. Exemplos desses últimos são os alimentos ricos em vitamina dos complexos B e C, ômega 3 e ácido fólico, por exemplo.

Leia mais: Como melhorar a ereção de forma natural e segura com alimentos e exercícios

E também existem suplementos alimentares específicos para estimular o aumento gradual da testosterona no organismo. Eles já possuem em sua composição as doses diárias adequadas de cada nutriente essencial. O Bullcaps é um complemento alimentar que funciona dessa forma, induzindo o corpo a produzir naturalmente a testosterona. Clique aqui e conheça mais sobre ele.

#Dica 3: Pratique exercícios de fortalecimento da musculatura

Para melhorar a força das ereções também é necessário praticar exercícios físicos específicos. O pompoarismo masculino é um dos exercícios mais indicados para fortalecer a musculatura pélvica e promover ereções mais saudáveis. E você pode baixar grátis o nosso e-book que irá tratar mais sobre o tema e como aplicar os exercícios. Basta clicar aqui ou na capa do livro digital.

O que é o período refratário?

O período refratário é o tempo de recuperação que o pênis precisa para ter uma nova ereção após uma ejaculação. Este período é necessário pois durante a quarta fase de ereção, ou seja, a ereção máxima, o sangue fica retido no interior do órgão. E então os tecidos precisam descansar após esse esforço.

Por isso, ao contrário das mulheres que podem sentir orgasmos consecutivos, nós homens precisamos de um tempo entre uma relação e outra. E isso é perfeitamente natural. Neste vídeo do Davi Ribeiro ele irá falar sobre isso:

E a partir de agora explicar um pouco mais o processo.

Hormônios do período refratário

Após a ejaculação, todo o corpo passa por um processo de renovação e é necessário um tempo para que as funções originais possam se restabelecer.

Esse processo ativa a liberação de neurotransmissores que promovem a contração do tecido liso do pênis, deixando-o flácido por um tempo.

Os níveis de dopamina e da testosterona decaem após a ejaculação. Assim, a ereção é perdida e você tem a sensação de exaustão.

Quanto tempo dura o período refratário?

Isso pode ter uma grande variação de homem para homem pois depende da idade, do nível de excitação e até mesmo do tipo de relacionamento. O órgão sexual somente volta a poder ser estimulado depois de um período entre 15 minutos até um dia inteiro. Portanto, depois desse tempo é possível estimular novamente o pênis, que responderá melhor caso o estímulo tenha maior intensidade.

Os jovens tendem a ter um período refratário mais curto do que homens mais maduros. Quando se é jovem, por exemplo, é possível ter duas relações seguidas. Mas não significa que que ele não tenha período refratário. No homem mais novo, além de esse período ser naturalmente menor, o estímulo erótico costuma ser maior.

Assim, o pênis começa a perder a ereção, mas o estímulo é tão forte, que a ereção é recuperada durante a relação sexual, possibilitando duas relações consecutivas. Mas isso não significa que a vida sexual deste jovem seja mais prazerosa, ou que ele seja mais viril do que qualquer outro homem.

E ainda vale lembrar que o número de relações sexuais que uma pessoa consegue no mesmo dia não é tão importante. A qualidade destas relações, que ela seja satisfatória para o casal, isso sim é o que importa. Por isso, ao invés de “dar três”, é melhor dar uma só, que valha por três.

Como manter a ereção após a ejaculação:

Bom, mas se você ainda quiser manter uma ereção prolongada após a ejaculação, existem técnicas para isso. Em alguns contextos da relação o homem deseja demonstrar mais desejo e retomar o sexo com a parceira.

Porém só faça isso quando se sentir totalmente confortável e não apenas por questões numéricas. Pois como dissemos, é natural que o corpo peça um tempo para descansar e a qualidade é sempre melhor que a quantidade. Além disso, insistir numa ereção pode causar dores ou desconforto. Entretanto, seguindo as instruções a seguir e respeitando os limites do próprio corpo é possível, sim, ter uma ereção após a ejaculação. Confira:

#Dica 1: Controle autônomo da ejaculação

Ao lado da disfunção erétil, um dos maiores problemas de quem quer manter uma ereção prolongada é a ejaculação precoce. Isso porque o homem ejacula muito rápido e, mesmo que queira, não consegue segurar a ejaculação e perde a ereção em seguida. E, ainda, não consegue alcançar outra ereção logo após passar por esse tipo de situação constrangedora.

Assim, caso queira adquirir uma ereção prolongada é necessário adquirir o controle autônomo da ejaculação. Ou seja, treinar o seu organismo a segurar o tempo que você e sua parceira acharem necessário para garantir o prazer.

Existem exercícios para isso que integram todas as bases do controle ejaculatório, a saber:

  • Base psicoemocional (que trabalha a ansiedade sexual e inseguranças)
  • Base física (que trata do fortalecimento da musculatura pélvica)
  • Base de técnicas específicas (como a respiratória, por exemplo)

O Programa CAE4S é pioneiro no Brasil no tratamento 100% natural e online. Davi Ribeiro, seu desenvolvedor, foi o primeiro a integrar todos os aspectos influentes na ejaculação num tratamento único que já ajudou mais de 30 mil alunos. Para conhecer mais sobre ele, clique aqui ou no banner abaixo:

ereção prolongada

#Dica 2: Resistência com exercícios para o músculo PC

Como dissemos, a nova ereção exige esforço do corpo. Por isso uma boa dica para ter uma ereção prolongada até mesmo após uma ejaculação é treinar a resistência da musculatura pélvica. Assim você irá aumentar a vascularização no interior do pênis, o que aumenta as chances de conseguir outra ereção. E isso é possível com os exercícios para o músculo PC (músculo pubococcígeo).

Leia mais: Controle a ejaculação e fortaleça as ereções com os exercícios para o músculo pubococcígeo

#Dica 3: Excitação extrema com os estímulos certos

Como a ereção também envolve a estimulação sexual, além de fortalecer o assoalho pélvico é necessário ampliar os gatilhos mentais. Por exemplo, se você tiver algum fetiche sexual e conversar com a sua parceira a respeito, o sexo será ainda mais excitante para você. Isso pode facilitar uma ereção prolongada e até mesmo propiciar outras após a ejaculação.

Outra dica interessante é se abster do sexo e da masturbação de 2 dias a 7 dias a fim de aumentar o desejo e a produção de testosterona. Mas cuidado para não ficar ansioso com isso, o ideal é manter a frequência que seja o mais natural possível para você.

#Dica 4:  Múltiplos orgasmos masculinos

Essa dica também é excelente para quem quer ter uma ereção prolongada. Os orgasmos múltiplos masculinos são um dos benefícios da filosofia tântrica praticada por povos orientais.

Aqui no ocidente ainda somos acostumados a ter o orgasmo simultaneamente com a ejaculação. Porém são processos diferentes, o orgasmo é mental e a ejaculação é uma ocorrência física.

O tantra passou a explorar mais o orgasmo de forma isolada de forma a estimular os sentidos sem engatilhar a liberação física de esperma. Dessa forma é possível atingir o ápice do prazer sem ejacular ou perder a ereção.

Leia mais: Como utilizar das técnicas do sexo tântrico para potencializar o prazer

#Dica 5: Receitas de chás e preparações

Algumas receitas de chás, sopas e shakes são úteis para potencializar as ereções e garantir uma ereção prolongada. Confira a lista a seguir:

1 – Maca Peruana

A Maca peruana tem sido muito utilizada para equilibrar hormônios como a testosterona.

O alimento em pó pode ser incluído em sucos, shakes, sopas, entre outros. A dose geralmente indicada varia entre 500 a 3000 mg ao dia, o que corresponde a uma colher de café ou de chá.

Como pode ser difícil de se encontrar, existe também a versão concentrada em cápsulas que ainda possui outros ingredientes potencializadores do desempenho sexual. Para conhecer o produto, ver os relatos de quem já tomou e ter mais informações,  clique aqui.

2 – Chá de Centelha asiática com Ginkgo biloba

Esta chá ajuda no tratamento da disfunção erétil e estimula a circulação sanguínea, aumentando o fluxo de sangue nas artérias e veias do pênis. Para preparar este chá você vai precisar de:

Ingredientes:

  • 100 gramas de Centelha asiática;
  • 100 gramas de Ginkgo biloba.

Modo de Preparo:

  • Faça uma mistura com as ervas secas e prepare o chá usando 2 colheres de chá da mistura.
  • Para preparar o chá, em uma xícara coloque 2 colheres da mistura e adicione 175 ml de água fervente, tampe e deixe repousar durante 10 minutos. Coe antes de beber.

Este chá pode ser bebido 3 vezes por dia durante alguns meses, ou quando sentir necessidade.

3 – Chá de Ginseng indiano

O chá de Ginseng indiano, também conhecido como Ashwagandha, trata-se de um chá energético, que estimula o apetite e potência sexual. Para preparar este chá é necessário:

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de folhas ou raiz seca da planta;
  • 1 xícara de água fervente, cerca de 175 ml.

Modo de Preparo:

  • Em uma xícara colocar a raiz seca ou as folhas e adicionar os 175 ml de água fervente, tampar e deixar repousar durante 10 minutos. Coar sempre antes de beber.

Este chá deve ser bebido 3 vezes por dia, todos os dias ou sempre que quiser estimular o apetite sexual.

Quando a ereção prolongada é um problema?

A ereção prolongada é um problema quando dura mais tempo que o normal e não é causada pelo desejo sexual. É o chamado priapismo, uma ereção persistente e incômoda para o homens.

Caso uma ereção prolongue-se por mais de quatro horas, pode causar lesão tecidual resultando em disfunção erétil permanente. Causas de priapismo incluem doenças do sangue, como anemia falciforme e leucemia.

Mas a causa mais grave consiste no consumo de comprimidos ou injeções para disfunção erétil de composição duvidosa ou inapropriadamente prescritos. Nesses casos, procure um serviço de emergência para interromper a ereção e evitar danos graves na função erétil natural do seu pênis.

Remédios que prolongam a ereção

Alguns dos remédios que prolongam a ereção artificialmente são: Viagra ®, Uprima ®, Cialis ® e Levitra ®. Os efeitos colaterais dessa intervenção química são diversos, entre eles:

  • Priapismo
  • Ataque cardíaco
  • Perda auditiva ou visual súbita
  • Aumento da pressão intra-ocular
  • Arritmias ventriculares
  • Perda da ereção autônoma

Portanto, para obter ereções prolongadas, sempre opte pelas alternativas naturais. Assim, você se vê livre das consequências adversas e ainda melhora a qualidade de vida.

Nos vemos em breve.

Abraços,

 

Equipe ECC.

Já Deixou O Seu Comentário?

A Sua Opinião É Fundamental, Participe!

Leia tambem:

Evite os motivos da insatisfação sexual das mulheres e garanta o prazer

medo de perder a parceira

Como vencer o medo de perder a parceira e viver mais tranquilo

Como não perder sua vida sexual depois da paternidade e cuidar dos filhos sem problemas

AUMENTE SUA POTÊNCIA
EM APENAS 10 DIAS
COM ESTE EBOOK 100% GRATUITO!