Como combater as causas da disfunção erétil e reverter a situação

A disfunção erétil é um assunto preocupante para muitos homens. Talvez porque já estejam sofrendo com a falta de ereção e querem evitar a impotência sexual ou porque querem descobrir as causas da disfunção erétil e evitar o problema. Infelizmente, porém, alguns homens só procuram essas informações quando o caso já está muito agravado, dificultando o tratamento.

Mas a boa notícia é que ainda dá tempo de reverter essa condição a partir do conhecimento das causas da disfunção erétil e dos melhores tratamentos naturais.

Então, com este conteúdo você irá entender o que é a disfunção erétil, quais suas causas e sinais e como tratá-la de forma definitiva. Confira a sequência de tópicos deste artigo:

 

O que é Disfunção Erétil?

Fisiologia da ereção

Fatores Físicos

Fatores Psicológicos

Ejaculação precoce: mais grave das causas

Tratamento para a disfunção erétil

Auto-teste para detectar a disfunção erétil

Mudança de percepções e comportamentos

 

O que é Disfunção Erétil?

A disfunção erétil é também conhecida por impotência sexual. (Portanto, se você vir qualquer um destes dois nomes, saiba que significam a mesma coisa). Ela é capaz de desencadear uma série de complicações na vida do homem, como aumento do estresse, vida sexual insatisfatória, baixa autoestima, e dificuldade em engravidar a companheira.

Por definição, a Disfunção Erétil consiste na incapacidade do homem em obter e manter uma ereção plena durante uma relação sexual. Isso ocorre por meio da perda da rigidez do pênis, o que impossibilita a continuação do sexo. Ou seja, dificuldades para iniciar a ereção, para manter, ou até para deixar o pênis ereto durante as penetrações.

Milhões de homens em todo o mundo sofrem de disfunção erétil e, por motivos de desinformação, medo ou vergonha, não procuram um profissional para o tratamento adequado. Por isso, acabam comprometendo seus relacionamentos e perdem as chances de usufruir uma vida sexual saudável e feliz.

A impotência sexual afeta não somente o homem, mas também todos que o cercam, pois influencia em seu temperamento e comportamento, diminuindo a autoestima. Essa condição atinge 52% dos homens entre 40 e 70 anos, em diferentes graus de intensidade. Mas não é incomum serem apresentados casos entre os mais jovens. É importante destacar, no entanto, que a eventual falta de ereção não deve ser algo alarmante. Porém, quando isso se torna recorrente, deve-se procurar auxílio médico especializado.

E a dificuldade para iniciar esse tratamento tem sido o grande obstáculo a ser vencido por muitos homens. Portanto, após conhecer o problema e determinar as causas da disfunção erétil, vença o medo e a vergonha e inicie as ações necessárias para alcançar a solução. E dê mais importância aos tratamentos naturais devido à sua ausência de efeitos colaterais e funcionamento duradouro e não apenas imediato.

Fisiologia da ereção

Vamos agora entender um pouco sobre como acontece o processo erétil para facilitar o estudo das causas da disfunção erétil. A ereção é uma reação do corpo em resposta à estimulação física, hormonal ou à excitação sexual. Esse estímulo e excitação sexual fazem com que os nervos cerebrais, o sistema endócrino (que produz hormônios) e o sistema cardiorrespiratório trabalhem juntos a fim de aumentar a quantidade de sangue nos corpos cavernosos do pênis. O sangue concentra-se dentro de duas câmaras esponjosas e, ao encherem-se de sangue, elas expandem-se, propiciando rigidez ao pênis, que também se alonga e aumenta seu diâmetro.

Para um maior entendimento sobre as causas da disfunção erétil – DE como abreviatura usual – é importante compreender como é o funcionamento adequado das ereções. Portanto, uma ereção normal e saudável acontece seguindo cinco fases. A primeira fase é de preenchimento inicial com estimulação física ou excitação sexual. Depois prossegue-se uma ereção parcial com aumento do fluxo sanguíneo. A terceira fase consiste numa ereção completa à medida que preencheu toda a extensão do pênis, promovendo a expansão dele. A quarta fase é o auge da ereção, o momento em que a máxima rigidez é atingida e pode coincidir com o auge do prazer, o orgasmo masculino, de acordo com a estimulação. A quinta e última fase diz respeito ao retorno do pênis ao estado de flacidez.

causas da disfunção erétil

 

Alterações de ordem física e psicológica podem ocorrer durante qualquer uma das quatro primeiras fase, impedindo o alcance ou manutenção da ereção ou antecipando a fase de detumescência, o retorno à flacidez. A seguir iremos trazer a lista de todas essas causas da disfunção erétil e explicar como elas afetam o processo de ereção. Confira:

Causas da disfunção erétil – Fatores Físicos

A disfunção erétil não consiste numa doença propriamente dita. Mas numa condição ocasionada por outros problemas, sejam físicos ou psicológicos. As causas da disfunção erétil de origem orgânica afetam o processo da ereção, gerando mal funcionamento. Entre as causas de origem física podemos citar:

Diabetes

A diabetes é uma das causas mais comuns da disfunção erétil. Vasos sanguíneos que controlam o fluxo de sangue para o pênis podem se danificar em consequência da doença, podendo levar à disfunção erétil.

Doença de Peyronie

A doença de Peyronie costuma se manifestar através de fibroses no interior do pênis, que podem provocar deformidades penianas, como curvaturas e perdas de tamanho. Ela pode dificultar ou até mesmo impossibilitar o ato sexual. Por isso, associado à essa condição poderá haver disfunção erétil em graus variáveis.

Doenças Cardiovasculares

Problemas vasculares pode tornar lento o fluxo de sangue dentro do pênis, o que torna difícil a obtenção ou manutenção de uma ereção.  As veias que mantêm o sangue no pênis durante uma ereção também podem ser danificadas em caso de arterioesclerose, por exemplo. E a ereção não é mantida por tempo suficiente para que uma relação sexual ocorra.

Problemas Hormonais

Algumas doenças como insuficiência renal e doença hepática, por exemplo, podem perturbar o equilíbrio dos hormônios, um dos promovedores das ereções. Baixos níveis de testosterona também podem ser uma das causas da disfunção erétil, sendo necessária a reposição de testosterona.

Uso de medicações

Alguns medicamentos para pressão arterial alta e depressão, por exemplo. Eles são causas da disfunção erétil pela interferência nos impulsos nervosos e no fluxo de sangue para o pênis. Em caso dos remédios citados, evite a automedicação e procure seu médico caso suspeite de efeitos colaterais, solicitando troca de medicação ou diminuição da dosagem na receita.

Alcoolismo

O alcoolismo perturba os níveis hormonais, causando impotência sexual.

Tabagismo

O fumo pode levar a uma doença cardiorrespiratória ou outros problemas de saúde causadores de impotência sexual.

Má alimentação

Possuir uma dieta desequilibrada, ficar acima do peso ideal e consumir alimentos que prejudicam o desempenho também são causas da disfunção erétil. Por isso, evite o consumo exagerado de alimentos gordurosos, açúcar, industrializados, carnes e soja.

Leia mais: Desempenho sexual: Saiba quais alimentos atrapalham o sexo

Consumo de drogas ilícitas

O consumo de drogas ilícitas ( maconha, cocaína, haxixe, crack, etc ) provoca uma redução importante da circulação de sangue na região peniana, podendo levar a problemas sexuais ao prejudicar a qualidade das ereções. Então, se você faz uso de drogas, considere suspender o consumo.

Traumas no corpo

Danos e lesões na estrutura corporal e no cérebro podem resultar em disfunção erétil. Alguns desses traumas incluem:

  • Fraturas pélvicas
  • Lesões da medula espinhal
  • Lesões Perineais
  • Danos cerebrais
  • Cirurgia nas Costas
  • Lesões da medula espinhal
  • Algumas malformações congênitas, como espinha bífida
  • Tumores cerebrais e/ou aumento da pressão intracraniana
  • Doença muscular, como esclerose múltipla

priapismo

Priapismo é uma ereção que dura mais tempo do que o normal e não é causada por desejo sexual. Caso uma ereção prolongue-se por mais de quatro horas, pode causar lesão tecidual resultando em disfunção erétil. Causas de priapismo incluem doenças do sangue, como anemia falciforme e leucemia.

Mas a causa mais grave consiste no consumo de comprimidos ou injeções para disfunção erétil de composição duvidosa ou inapropriadamente prescritos. Nesses casos, procure um serviço de emergência para interromper a ereção e evitar danos graves na função erétil natural do seu pênis.

Hipossensibilidade no pênis

A falta de sensibilidade na glande do pênis também pode acarretar a disfunção erétil.

Cirurgias

Cirurgias que interrompem o fluxo sanguíneo ou comprometem os nervos que conduzem os estímulos responsáveis pela ereção podem resultar em disfunção erétil. Algumas destas cirurgias incluem:

  • Prostatectomia radical (retirada da próstata em caso de tumor)
  • Cirurgias no intestino que envolvam o reto e o períneo
  • Cirurgias na bexiga ou uretra
  • Cirurgias na coluna

Efeitos do Envelhecimento

Mais de 60% dos homens acima de 65 anos têm algum tipo de disfunção erétil. No entanto, a idade por si só não causa a disfunção erétil. Mas é natural que os homens mais velhos sejam suscetíveis ao acometimento de doenças causadoras de disfunção erétil e à realização de intervenções cirúrgicas.

Causas da disfunção erétil – Fatores Psicológicos

A excitação sexual masculina, e consequente ereção, é resultado de um processo complexo que envolve o cérebro, as emoções, músculos, hormônios e vasos sanguíneos. Por isso, alguns distúrbios emocionais e situações desestimulantes ou estressantes podem ser causas da disfunção erétil. Como, por exemplo:

  • Ansiedade
  • Estresse
  • Depressão
  • Baixa autoestima
  • Cansaço, fadiga
  • Sentimento de culpa
  • Ansiedade com relação ao desempenho (medo de falhar ou de não satisfazer a parceira)
  • Preocupações como contas a pagar, desemprego, instabilidade no trabalho, entre outras
  • Preocupações excessiva com o grau da ereção
  • Brigas e discussões com a parceira
  • Falta de estimulação adequada para o sexo, como envolvimento emocional, apelo visual, toques e carícias
  • Incidente prévio de fracasso sexual, gerando insegurança

Ejaculação precoce: mais grave das causas da disfunção erétil

A impotência sexual também pode ser gerada por um outro problema sexual, a ejaculação precoce. No vídeo abaixo, o especialista em sexualidade masculina, Davi Ribeiro, explica como a condição de ejaculador precoce, situação grave por si só, desencadeia também a disfunção erétil ao longo do tempo. Confira:

Se você sofre de ejaculação precoce e quer eliminá-la da sua vida, conheça o método do Triângulo do Controle Absoluto. Ele é ensinado por Davi Ribeiro seguindo 3 pilares principais:

  • Treinamento das melhores Técnicas de Controle
  • Treinamento Psico-emocional
  • Treinamento Físico (Fortalecimento dos músculos pélvicos – Músculo PC)

Somente um tratamento completo, que trabalhe esses três aspectos, é capaz de combater as causas da disfunção erétil e da ejaculação precoce, disfunções que possuem origens físicas e psicológicas semelhantes.

Tratamento para a disfunção erétil

Reconhecer as causas da disfunção erétil é importante para definir o melhor tratamento. Tratando a fonte do problema, reverte-se o quadro. Então, para cada tipo de causa existe um tratamento específico.

A área da sexologia se desenvolveu e hoje nós temos várias formas de tratamento para a impotência. Uma delas é a psicoterapia, que é realizada por treinamentos ministrados por profissionais da sexualidade masculina.

Também existe a reposição hormonal de testosterona, que pode ser artificial ou natural. A reposição natural é feita por meio de alimentos e complementos alimentares que estimulam o aumento gradual da testosterona no organismo. Por isso ela é sempre a mais indicada, ao contrário da reposição artificial, que pode gerar riscos à saúde do coração, por exemplo.

Um produto que vem ganhando espaço no mercado nessa reposição natural é o Bullcaps. Sua fórmula concentra, em doses adequadas, todas as propriedades dos alimentos que aceleram a produção natural de testosterona. Possui um complexo vitamínico variado, minerais essenciais e extrato seco de alimentos estimulantes sexuais, como a Maca Peruana e o Ginseng. Com essa composição, o Bullcaps facilita e ainda potencializa as ereções. Aumentando, ainda, a sua disposição e energia para o sexo.

Aprendemos que a impotência sexual é influenciada pelo tipo de alimento consumido. Portanto, é importante consumir alimentos e suplementos alimentares que possuam as propriedades para fortalecer as ereções. Confira mais benefícios acessando o site oficial do produto. Clique aqui ou no banner abaixo para saber mais.

causas da disfunção erétil

Existem alternativas artificiais sob forma de medicamentos por via oral, spray sub-lingual e injetáveis. Eles são mais agressivos, e, portanto, devem ser utilizados como segunda opção. Até porque, muitos casos são revertidos antes destas ações, através de treinamentos específicos. E, em último caso, opta-se pelo implante de prótese peniana.

Auto-teste para detectar a disfunção erétil

Ainda não tem certeza se você possui impotência sexual? Então faça o auto-teste a seguir:

  1. Você tem tido alguma dificuldade recente em atingir ereções?
  2. Este problema ocorre, pelo menos, três em cada quatro vezes em que você tentou ter relações sexuais?
  3. Você está tendo dificuldade por um período superior a um mês em atingir ereções regularmente?
  4. Ereções espontâneas e matinais são cada vez mais raras?
  5. É preciso muito mais tempo para conseguir uma ereção do que no passado?
  6. Tem se tornado mais difícil ter relação sexual em determinadas posições?

Se você respondeu “sim” a pelo menos duas das perguntas acima, procure tratamento para o problema.

Mudança de percepções e comportamentos

De modo geral, quase todos os homens sexualmente ativos já experimentaram um episódio de falha na ereção ao menos uma vez na vida. Mas isso tem explicação na formação da nossa sexualidade. Desde pequenos somos educados a limitar o sexo aos órgãos genitais. Fomos educados, de forma errônea, que precisamos estar “prontos” a qualquer convite. Mas essas percepções geram nervosismo e desprezam o potencial sexual das preliminares, dos beijos, da entrega emocional.

Somos ensinados a encarar a cama com ansiedade e a relação sexual se transforma em algo cheio de tensões e cobranças. Homens com frequência medem a satisfação no sexo pela qualidade da ereção. É claro que uma ereção de qualidade propicia um sexo prazeroso, mas a própria preocupação com ela pode ocasionar a disfunção erétil.

Sabendo que a maioria dos casos de Impotência Sexual é de ordem psicológica, o tratamento nesta área deve ser primado. Então não deixe de buscar tratamentos que envolvam, além do aspecto físico, o emocional também. Essas são, inclusive, duas das bases do curso ministrado pelo especialista em saúde masculina, Davi Ribeiro. O Controle Absoluto da Ejaculação é, em suma, um domínio autônomo sobre suas emoções, seu prazer e seu desempenho sexual. 

Viver plenamente a experiência sexual é abrir as portas para a satisfação pessoal e da parceira. É mudar o nosso humor, a nossa rotina, a nossa saúde e as nossas relações para melhor! Desfrute disso o quanto antes!

 

Nos falamos em breve.

Um abraço,

Equipe Ecc

Já Deixou O Seu Comentário?

A Sua Opinião É Fundamental, Participe!

Leia tambem:

alimentos que aumentam a libido sexual

As principais causas da falta de desejo masculino e 20 Alimentos que Aumentam a Libido Sexual

causas da pouca ejaculação

Entenda as principais Causas da Pouca Ejaculação e como você pode aumentar o volume de esperma

frigidez feminina

Minha parceira sofre de Frigidez Feminina, o que eu faço?

AUMENTE SUA POTÊNCIA
EM APENAS 10 DIAS
COM ESTE EBOOK 100% GRATUITO!