9 hábitos que vão acabar com a baixa libido e te dar mais disposição para o sexo

A libido não deve ser entendida apenas como o desejo sexual. Ela também está relacionada ao desejo e prazer que sentimos pelas pessoas e momentos que vivenciamos, e pelas coisas que estão ao nosso redor. Por isso, a baixa libido pode interferir seriamente em todos os aspectos da nossa vida.

Freud descreveu a libido como a energia vital do ser humano. Ela é o desejo que nos impulsiona para aproveitar a vida, seus instintos e seus prazeres. Na verdade, ele próprio ilustrou os quatro estágios do desenvolvimento da libido: oral, anal, fálico e genital.

Em suas várias obras, Sigmund Freud concedeu à libido determinado enfoque. E mais tarde, Santo Agostinho a separou em três grupos: conhecimento, desejo e dominação. Em cada situação os comportamentos também são diferentes.

No entanto, como vemos a libido hoje? Diferente da época de Freud e Santo Agostinho, hoje vivemos em uma sociedade onde o sexo não é mais um tabu. Isso nos permite falar abertamente sobre o assunto, além de buscar solução para dúvidas e problemas como a baixa libido.

No mundo todo, homens e mulheres querem satisfazer seus desejos sexuais para viverem uma vida mais feliz, porque já foi comprovado que o sexo interfere diretamente na qualidade de vida.

Principais causas da baixa libido

Os níveis de libido variam de pessoa para pessoa e também de acordo com a idade. É comum que pessoas mais velhas tenham uma diminuição da libido naturalmente.

Isso porque desordens como a andropausa e menopausa causam um declínio na produção de testosterona e androgênios, respectivamente. Esses hormônios estão ligados diretamente ao desejo sexual, entre outras características biológicas.

baixa libido

Apesar disso, quase 6% da população brasileira entre 18 e 25 anos relatam sofrer com a baixa libido. As principais causas para o problema são:

  • Cigarro e consumo de bebidas alcoólicas;
  • Estresse e depressão;
  • Desequilíbrios hormonais;
  • Alimentação inadequada;
  • Medicamentos que interferem nas taxas hormonais;
  • Cansaço;
  • Baixa auto estima;
  • Sedentarismo;
  • Problemas na tireoide.

Como os níveis de testosterona interferem na libido

A causa mais comum da baixa libido está ligada aos baixos níveis de testosterona. Por isso, é normal que homens acima dos 40 anos comecem a relatar problemas de baixa libido e falta de desejo sexual.

Nessa idade, o corpo masculino começa a sofrer com a Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino, ou popularmente conhecida como andropausa.

Esse distúrbio nada mais é do que a diminuição natural na produção de testosterona. Por sua vez, a testosterona tem um papel muito importante para o corpo masculino, sendo o principal hormônio, responsável pelo desenvolvimento sexual na puberdade, aumento da massa muscular e manutenção da libido.

Em outras palavras, se os níveis de testosterona estão baixos, o indivíduo passa a sofrer a perda do apetite sexual e falta de vontade de fazer sexo.

A forma mais eficaz de reverter esse quadro é estimular a produção natural de testosterona pelo organismo. Isso se dá através de alimentação adequada, prática de exercícios e suplementos naturais.

Ao buscar alternativas como reposição hormonal, o corpo pode se acostumar com fontes externas de testosterona e aos poucos para de produzir o hormônio. Já os suplementos naturais são compostos por ingredientes extraídos diretamente da natureza que fazem com que o próprio corpo produza o hormônio.

baixa libido

Portanto, esse é uma maneira totalmente segura de combater a baixa libido. Além disso, por ser 100% natural, não possui contraindicações ou efeitos colaterais, sendo indicado para todos os homens, independente de idade e se sofre ou não com a andropausa ou outro distúrbio hormonal. Clique aqui e saiba mais.

Como combater a baixa libido

Para acabar com a baixa libido, na verdade, é necessário tratar suas causas. Como vimos, há diversos fatores que contribuem para a diminuição do desejo sexual, e sua maioria pode ser resolvida através de pequenas mudanças no estilo de vida.

Tenha hábitos saudáveis

Cigarro e bebidas alcoólicas possuem substâncias que interferem na liberação de hormônios como a testosterona e a serotonina. Explicamos aqui a relação da testosterona com a baixa libido. Já a serotonina é considerada o neurotransmissor do prazer.

Pessoas com menor liberação de serotonina acabam por sofrer com a baixa libido.

Além disso, o tabaco e o álcool também podem alterar o fluxo sanguíneo, o que acarreta disfunções sexuais mais sérias como disfunção erétil e ejaculação precoce.

Portanto, e você consome essas substâncias em excesso, considere diminuir o consumo se você pretende acabar com a baixa libido e melhorar sua vida sexual.

Livre-se de preocupações

Pessoas menos preocupadas e estressadas vivem (e transam) mais. O estresse e a depressão também interferem na liberação de serotonina.

É normal que em alguns momentos de nossa vida os níveis de preocupação sejam maiores, o que consequentemente aumenta a tensão e o estresse. Porém, temos que tentar equilibrar para que isso não atrapalhe a vida sexual.

Em seu tempo livre, procure fazer atividades relaxantes. Busque um esporte ou um hobbie que te distrais das preocupações cotidianas e que te deixe relaxado. Isso vai manter seus níveis de estresse no mínimo e evitar que você sofra com a baixa libido.

Mantenha os níveis hormonais regulados

Como vimos, a testosterona tem um papel importantíssimo na libido masculina. Portanto, nem é preciso repetir porque você deve manter a produção natural do hormônio regulada.

baixa libido

Uma alimentação rica em zinco, ferro e vitaminas, alinhada à prática regular e exercícios e a suplementação adequada vão fazer com que seus níveis hormonais fiquem regulados, evitando a baixa libido.

Alimente-se bem

Uma alimentação adequada é ideal para qualquer um que deseje estar em dia com a saúde e evitar qualquer tipo de problema, inclusive de baixa libido. Alguns alimentos potencializam melhor a síntese de testosterona no organismo.

Alimentos ricos em zinco, ferro, vitamina a, E, e vitaminas do complexo B aumentam a produção natural de testosterona. Portanto, inclua na sua dieta os seguintes alimentos:

  • Carnes magras (aves e peixes);
  • Gorduras saudáveis (nozes, castanhas, azeitona, azeite de oliva, canela, soja);
  • Frutas (maçã, banana, laranja, morango, maracujá, limão, tomate);
  • Verduras e legumes (abóbora, brócolis, pimentão, repolho, couve);
  • Ovos;
  • Feijão;

Fale com seu médico

Medicamentos como antidepressivos e ansiolíticos tem como efeito colateral a baixa libido.

Portanto, fique atento aos sintomas ao iniciar qualquer medicação e relate imediatamente ao seu médico para que os efeitos colaterais sejam identificados e tratados o mais breve possível.

Durma bem

Uma noite mal dormida pode ser desastrosa para todo o nosso organismo.

Pessoas que dormem pouco ou não dormem direito tem um aumento nos níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Quando os níveis de cortisol aumentam, os de testosterona abaixam.

Além disso, quando dormimos mal não temos disposição e nem energia para encarar o dia.

Cuide mais de você e do seu relacionamento

Estar com a auto estima baixa também é um fator que contribui para a baixa libido.

Insatisfação pessoal, insatisfação profissional, um relacionamento morno, ser incapaz de satisfazer a parceira, tudo isso pode abalar a auto estima de qualquer homem. Essas pequenas questões acarretam não só na baixa libido, mas também em outras disfunções sexuais como impotência ou ejaculação precoce.

Portanto, cuide de você e do seu relacionamento. Converse com sua parceira sobre qualquer problema que você esteja passando e estabeleça uma relação de verdadeiro companheirismo com ela.

baixa libido

Com isso, será mais fácil para que vocês busquem maneiras de inovar no sexo e apimentar a relação. Procure entender que o sexo é mais que simplesmente um “alívio”, e sim um ato de prazer conjunto.

Se toda vez vocês fazem tudo igual, uma hora fica chato. E o sexo deve ser gostoso e divertido. Não tenha medo de propor novas posições, de incrementar o momento com acessórios ou de levar sua parceira em uma noite romântica e inesperada.

Mova-se

O sedentarismo também é um forte inimigo da libido.

Praticar atividade física regularmente libera na corrente sanguínea neurotransmissores como a serotonina e também ajuda na síntese da testosterona, dois hormônios importantíssimos para o desejo sexual.

Então mexa-se. Atividade física mantém você em forma, aumenta a disposição, melhora o condicionamento físico e ajuda a regular o sono. Atividades como musculação e levantamento de peso também vão fazer com que seu corpo precise produzir mais testosterona para aguentar o tranco.

Faça exames regularmente

Sabemos que os homens são mais negligentes em relação a própria saúde, mas isso pode custar caro.

Doenças como o hipotireoidismo e hipertireoidismo podem alterar o metabolismo e levar a quadros de depressão, ansiedade e outras alterações metabólicas que resultam na baixa libido.

Caso note algum problema incomum com seu corpo como ganho ou perda de peso repentina, queda de cabelo, frio ou calor excessivos, ou taquicardia, procure um médico o mais breve possível.

A baixa libido é um problema que todos, homens e mulheres, estão sujeitos e é completamente normal. O que não é normal é negligenciar o problema e deixar que ele atrapalhe a sua satisfação sexual e da sua parceira.

Nos falamos em breve. Um abraço!

Já Deixou O Seu Comentário?

A Sua Opinião É Fundamental, Participe!

Leia tambem:

falta de ereção

As principais causas da falta de ereção e os prejuízos da disfunção para o seu relacionamento

anorgasmia masculina

O que é Anorgasmia Masculina e como ela atrapalha o prazer sexual do homem

disfunções sexuais

As principais disfunções sexuais masculinas, suas possíveis causas e os tratamentos mais indicados

AUMENTE SUA POTÊNCIA
EM APENAS 10 DIAS
COM ESTE EBOOK 100% GRATUITO!